sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Liberdade com dias contados: Ministério Público requer prisão de falso dentista que atuava em Itabuna


Os dias de liberdade do estudante de odontologia Paulo Henrico de Melo Santos, de 38 anos, acusado de vários crimes, entre os quais o de exercer ilegalmente a profissão de dentista em Itabuna e Vitória da Conquista, pode estar com os dias contados.
É que o Ministério Público Estadual, por meio do promotor Dioneles Leone Santana, requereu nesta sexta-feira (6) a prisão preventiva de Paulo, como forma de garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal.
Ao Verdinho, o delegado Miguel Cicerelli, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Itabuna, informou que a Justiça tem até 30 dias para emitir uma decisão. Caso a Justiça negue o pedido. o MPE vai recorrer para o Tribunal de Justiça.
“Tortura”
Segundo o delegado, Paulo fez mais de 20 vítimas. Algumas delas chegaram a ser submetidas a uma espécie de tortura durante os procedimentos o odontológicos, como é o caso de um homem que teve nove dentes extraídos de uma só vez, sendo que o problema era apenas em um dente.
Já outra pessoa atendida por Enrico denunciou que sofreu uma grave infecção após o falso dentista fazer um procedimento de implantes.
Na época em que o caso veio à tona, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão no Hospital do Dente, onde o falso dentista trabalhava.
Em Vitória da Conquista, o Conselho Regional de Odontologia (CRO) denunciou Paulo Enrico pela atuação irregular, em maio deste ano.
“Mais rico”
Henrico adorava se exibir nas redes sociais. Mesmo proibido de exercer a profissão, ele postava várias fotos dos seus procedimentos. Em seu perfil, Paulo se autointitulava doutor e oferecia serviços de implantes dentários, lentes de contato dentárias, além de aplicação de botox.
Após as denúncias, Paulo se defendeu nas redes sociais e tentou reverter a situação, alegando que estava sendo “apedrejado” porque estaria entre os melhores. "Toda vez que vocês falam de mim, eu fico mais rico", disse ele em dois um trecho do post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário