sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Homem é esfaqueado por mulher por ter se atrasado para o almoço


Homem esfaqueado pela companheira foi levado ao Hospital da Restauração, em Recife - Foto: Reprodução

Yahoo Notícias - Homem diz ter sido esfaqueado no peito por companheira apenas por ter chegado atrasado a um almoço preparado por ela.
Polícia diz que mulher não será autuada por tentativa de homícidio, mas sim por lesão corporal
A delegacia de Camaragibe, região metropolitana de Recife, deparou-se com um caso inusitado na última quarta-feira (07). Um homem alega ter sido esfaqueado pela companheira com quem vivia há dois meses por ter se atrasado para um almoço com a mulher.
José Vicente Ribeiro, 35 anos, deu entrada no Hospital da Restauração, em Recife, com uma perfuração no peito causada por um golpe de faca. Ele alega ter sido agredido pela companheira por ter chegado tarde em casa para o almoço, informa o delegado Carlos Couto ao jornal "Folha PE".
"Fomos acionados ontem (quarta-feira) para o local dessa possível tentativa de homicídio. No hospital, a vítima de uma facada estava recebendo sutura, tendo sido descartada a necessidade de cirurgia. Entrevistamos a vítima, que narrou o seguinte: havia marcado de almoçar com a companheira com quem convivia há dois meses. Ela havia preparado algo mais rebuscado, mas ele chegou apenas às 16h em casa", conta o delegado.
Ainda de acordo com José Vicente Ribeiro, eles ingeriram bebida alcoólicas e, na sequência, ela começou a rasgar as roupas dele. A vítima alega ter tentado se defender e ter pedido para a companheira se acalmar. "Ela pegou uma faca de serra e desferiu um golpe de faca na região peitoral dele. Primeiro a vítima procurou ajuda dos vizinhos e foi socorrido e, posteriormente, transferido ao Hospital da Restauração", concluiu Couto.
O delegado ainda afirmou que, de acordo com os investigadores, a ocorrência não configura como tentativa de homicídio pois a mulher não continuou a golpear a vítima com a faca. A vítima, se localizada, deverá ser autuada por lesão corporal. A investigação ficará a cargo da delegacia de Camaragibe.
Conforme a unidade de saúde, o estado do paciente José Vicente Ribeiro é estável. O ferimento não foi grave e houve a necessidade de colocar um dreno na região do ferimento.
A Polícia Civil de Pernambuco afirmou que "as investigações seguem sob sigilo até a completa elucidação do fato". Em nota, a instituição resume o caso insólito: "A vítima, José Vicente Ribeiro, de 35 anos de idade, alega ter sido agredido com um golpe de arma branca por sua companheira, da qual só soube informar o seu primeiro nome 'Rosália'".

Nenhum comentário:

Postar um comentário