segunda-feira, 15 de julho de 2019

Rodoviáros de Itabuna chegam ao seu 7º dia de greve; Justiça determina o retorno de 30% da frota, mas trabalhadores não foram notificados


Desde a última terça-feira (09) os rodoviários de Itabuna deflagraram um nova greve na cidade e 100% da frota não está circulando. A motivação, segundo o sindicato, é o não cumprimento do acordo que havia sido feito, o qual daria um aumento de 10% no ticket alimentação e 5,1% no salário. Essa é a segunda greve somente este ano.
A Justiça determinou na tarde da última sexta-feira, dia 12, a pedido do Ministério Público estadual, que o Município de Itabuna adote imediatamente todas as medidas legais e contratuais para restabelecer o funcionamento do serviço de transporte coletivo de ônibus e impedir nova paralisação na cidade.
De acordo o promotor de Justiça Patrick Pires, autor do novo pedido de tutela de urgência, a greve está “gerando uma situação de caos no transporte público, com o aparecimento, inclusive, de transportes clandestinos e aplicação de valores abusivos”.
Segundo o blog ipolítica, a Justiça determinou ainda a imediata implantação do valor de R$ 3,12 para a tarifa de ônibus, como consequência da aplicação da fórmula paramétrica prevista nos contratos de concessão e estudo tarifário realizado pela Agência de Regulação, Controle e Fiscalização dos Serviços Públicos (Arsepi).
Entretanto, até o fechamento dessa matéria, o presidente do SINDROD, Arlensen de Sousa, afirma que ainda não foi notificado sobre essa decisão. Caso sejam notificados, 30% da frota deve voltar a circular imediatamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário