quarta-feira, 24 de julho de 2019

Fábrica de Ferrari replicada é fechada pela polícia em Itajaí


Ricardo de Oliveira / https://www.noticiasautomotivas.com.br - Uma fábrica de réplicas foi fechada pela Polícia Civil em Itajaí-SC. O SIC (Setor de Investigações Criminais), que está ligado à 1ª Delegacia de Comarca do município catarinense, fechou no dia 15 de julho (segunda) um local onde eram feitas cópias de carros esportivos e de luxo, como no caso de modelos da Ferrari e da Lamborghini.
Foram encontrados no local diversos chassis de carros comuns usados para construção das réplicas, assim como moldes de carroceria, fibras usadas na confecção das partes e ferramental utilizado no processo. De acordo com a Polícia Civil de Itajaí, as réplicas de Ferrari e Lamborghini eram vendidas por preços entre R$ 180.000 e R$ 250.000.

A produção era feita sob encomenda e os carros eram anunciados abertamente nas redes sociais. No mercado, as versões originais dos modelos das duas marcas italianas, possuem preços que giram entre R$ 1,5 milhão e R$ 3 milhões.
Coordenadas pelo Delegado Angelo Fragelli, as investigações só começaram após denúncia dos próprios fabricantes dos carros esportivos, no caso Ferrari e Lamborghini, através de representações jurídicas nacionais.
As denúncias foram encaminhadas direto à Polícia Civil de Santa Catarina, que designou a equipe de Itajaí para investigar o caso e, assim, proceder o fechamento da fábrica clandestina.
Segundo o SIC, os envolvidos são os principais falsificadores de carros das duas marcas no Brasil. Os donos do negócio ilegal, pai e filho, cujos nomes não foram divulgados, serão indiciados por crimes contra a propriedade industrial. A polícia diz que eles comercializavam os esportivos falsos por todo o país.
Essa não é a primeira vez que uma fábrica clandestina de réplicas de Ferrari e Lamborghini é fechada no Brasil. Na internet, existem anúncios e vídeos que comercializam esses carros e mostram até como são feitos. As duas marcas italianas, especialmente o fabricante de Maranello, investigam e denunciam a venda ilegal de cópias de seus carros, informando as autoridades locais.
[Fonte: Polícia Civil de Santa Catarina]
Agradecimentos ao Samoel C Caron.

Nenhum comentário:

Postar um comentário