sábado, 27 de julho de 2019

Brasil cai duas posições em ranking internacional de inovação - Brasil ocupa agora a 66ª posição


https://itmidia.com - Na última quarta-feira (24), a Universidade Cornell, em parceria com o INSEAD e a Organização Mundial de Propriedade Intelectual, anunciou o Índice Global de Inovação (IGI), levantamento anual para classificar o grau de inovação dos países. Para o levantamento, 129 países foram classificados a partir da análise de 80 indicadores, incluindo a criação de aplicativos, publicações científicas e investimentos em educação.
De acordo com o relatório, de 2018 para 2019 o Brasil caiu duas posições no ranking. No ano passado, o País ocupava o 64º lugar da lista de países mais inovadores do mundo, e agora desceu para a 66ª posição. Segundo a CNI e o Sebrae, a queda demonstra a importância de atenção à inovação nacional.
"Mais uma vez, o ranking demonstra que o Brasil tem um grande e importante trabalho pela frente para se tornar um país mais inovador, com desempenho proporcional ao tamanho da 9ª economia do mundo. Em um ambiente de crescente competição internacional, a inovação já é um grande diferencial e terá peso cada vez maior. É preciso agir, e agir rápido", explicou Glauco Côrte, presidente da CNI.
Já Carlos Melles, presidente do Sebrae, defende a necessidade de retomar a ascensão. “Para enfrentar obstáculos, temos de compreender o problema. O Índice Global de Inovação oferece-nos indicadores de informação que nos mostram onde se encontram os maiores desafios à inovação no Brasil. Neste sentido, o Sebrae tem uma importante missão: ajudar o Brasil a reencontrar o crescimento, sendo que esta reconstrução passará necessariamente pelas micro e pequenas empresas, que representam 98,5% da atividade formal do país".
Confira os 20 primeiros colocados entre os países mais inovadores do mundo, segundo o Índice Global de Inovação.
1. Suíça
2. Suécia
3. Estados Unidos
4. Países Baixos
5. Reino Unido
6. Finlândia
7. Dinamarca
8. Singapura
9. Alemanha
10. Israel
11. Coreia do Sul
12. Irlanda
13. Hong Kong
14. China
15. Japão
16. França
17. Canadá
18. Luxemburgo
19. Noruega
20. Islândia

Nenhum comentário:

Postar um comentário