sábado, 25 de maio de 2019

MP recorre contra condenação de Marcone Sarmento por matar Manoel Leal dono do Jornal A Região em 1998


O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recorreu da sentença aplicada ao homem condenado pelo assassinato do jornalista Manoel Leal. Segundo o MP, os promotores de Justiça não concordaram com a pena, que foi de seis anos em regime aberto. Marcone Rodrigues Sarmento foi condenado 21 de anos depois do crime. O jornalista Manoel Leal de Oliveira foi vítima de uma emboscada e acabou executado a tiros, na porta de casa, em 14 de janeiro de 1998, na cidade de Itabuna, sul da Bahia.
Ele era dono de um jornal do município. Marcone passou por júri popular no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, na quarta-feira (22). Na audiência, o crime foi classificado como homicídio simples. De acordo com o Ministério Público, Marcone foi denunciado pelo MP como um dos executores do crime. Em 2005, ele chegou a ser julgado, mas foi absolvido. Na época o órgão recorreu da decisão e o Tribunal de Justiça marcou um novo julgamento, que foi realizado na quarta. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário