quarta-feira, 10 de abril de 2019

Teresa Cristina: há quase 20 anos na linha de frente do combate ao câncer infantil

Natural de São Paulo, ela reside em Itabuna, é casada e tem duas filhas. Médica com especialização em onco hematologia pediátrica. Ela é nada mais, nada menosdo que Teresa Cristina Cardoso Fonseca, uma das mulheres que fazem parte da equipe médica da Santa Casa de Itabuna e cumpre com louvor, um papel importante na medicina da nossa cidade e região.
Estudou em salvador no convento do Desterro, na Escola Ana Neri e depois no Instituto Social da Bahia e depois no Colégio Antônio Vieira. Em seguida, cursou medicina na Universidade Federal da Bahia Residência de pediatria no Hospital Universitário Professor Edgard Santos com especialização em hematologia no mesmo hospital.Posteriormente, foi para a Universidade Federal do Paraná onde fez especialização em onco hematologia pediátrica com 01 ano em transplante de medula óssea, além domestrado. Chegou em Itabuna em 1995 e entrou para a Santa Casa de Misericórdia.
A oncologista atua como professora do curso de medicina na UESC, é médica fundadora e responsável pelo Centro de Referência em Doença Falciforme de Itabuna -CERDOFI e também é fundadora e diretora do Grupo de Apoio a Criança com Câncer em Itabuna -GACC. Atualmente, é responsável pelo serviço de oncologia pediátrica da Santa Casa de Itabuna e é diretora da Confederação Nacional de Instituições de Apoio à Criança e Adolescente com Câncer – CONIACC. Sem contar que até dezembro de 2017,ela foi presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica – SOBOPE.
A médica destaca que é de extrema importância a mulher ocupar cargos de liderança. “Sabemos que o caminho a ser seguido é a educação. Precisamos servir de exemplo para esta geração de crianças. Tive sempre um apoio muito grande de minha família, que mesmo de origem humilde, sempre colocava que eu precisava de duas coisas: estudar e trabalhar muito”, declara.
Hoje na Santa Casa, como uma das coordenadoras da oncologia e responsável pela oncologia pediátrica, ela sabe que os desafios são muitos. “Luto sempre por essa instituição colocando este hospital em destaque a nível nacional. Acho que o grande desafio é mostrar o nosso serviço de qualidade dando visibilidade, não só ´no Brasil, mas a nível internacional com os recursos que temos atualmente”, frisa.
Diante de tantas responsabilidades, é perceptível a grandeza do trabalho que a Dra. Teresa desenvolve na nossa instituição. Uma mulher com forte atuação na área da saúde e com grande representatividade na oncologia pediátrica de Itabuna e região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário