terça-feira, 12 de março de 2019

Bradesco Coaraci joga pesado!

A cobrança pelo cumprimento das metas faz parte do trabalho imposto à categoria bancária, que convive diariamente com a pressão exercida pela direção dos bancos. Tal situação, quando desempenhada de maneira abusiva, pode causar o adoecimento através do surgimento de doenças psicossomáticas (gastrites, úlceras gástricas, enxaqueca, etc), psicológicas (depressão, ansiedade, estresse, etc), além da possibilidade das Ler/Dort (tendinite, tenossinovite, síndrome do túnel do carpo, etc).
O Bradesco tem auferido lucros bilionários, como os demais quatro grandes conglomerados financeiros em nosso país, através da redução do número de funcionários e da extenuante cobrança das metas sem fim.
Na agência Coaraci, as cobranças têm sido constantes e intensas, o que tem provocado nervosismo e ansiedade no ambiente de trabalho, atmosfera pesada e contraproducente. O bancário sabe que o seu papel é produzir, é cumprir as deliberações definidas pela administração, contudo, dentro de um ambiente saudável. A liderança deve ser exercida com sabedoria, envolvimento e respeito.
Bancários exigem dignas condições de trabalho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário