segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

A GENTE NÃO SABEMOS ESCOLHER PRESIDENTE... FILME DE ROGER TEM MENOS DE 3 PESSOAS EM 20 SALAS DE CINEMAS. FIASCO

Roger e o presidente Bolsonaro (Reprodução/Twitter)
Fiasco de público, Ultraje, o filme, foi visto por 101 pessoas em 20 salas no fim de semana de estreia
Sucesso no Twitter por comentar a vida do ex-presidente Lula, o bolsonarista Roger Moreira, autor do profético verso "a gente não sabemos escolher presidente" nos anos 80, "comemorou a bilheteria" atacando o jornalista que divulgou a informação. /www.revistaforum.com.br - Alçado ao sucesso nos anos 80 com a música Inútil – onde constam os proféticos versos “a gente não sabemos escolher presidente” -, o Ultraje a Rigor, comandado por Roger Moreira, não atraiu a atenção de fãs para o documentário contando a trajetória da banda.
Segundo informações do site Vice, citando dados divulgados pel’O Globo e pelo AdoroCinema, apenas 101 pessoas foram assistir ao filme no fim de semana passado, quando estreou em 20 salas de cinema – uma média de 5 pessoas por sessão.
A vice pediu à distribuidora do filme, Elo Company, que confirmasse os dados, mas a assessoria de imprensa informou que os números de bilheteria costumam ser divulgados apenas ao final das sessões.
Bolsonarista de carteirinha e sucesso no Twitter pelas críticas ao presidente Lula, Roger Moreira fez referências ao petista na rede social para “comemorar” o sucesso de bilheteria.
“Cerca de 2,5 pessoas por sala em cada dia. É mentira, mas fico feliz em ver seu schadenfreude. Sinal que eu incomodo muito perdedores como vc. O filme é sobre minha brilhante carreira nos anos 80 e 90. Essa foi muito bem e não há o que apague. Lula pegou mais 12 anos. Chupa”, tuitou, sobre mensagem de Fabiano Ristow, d’O Globo, o primeiro a divulgar os números.
A Fórum entrou em contato com a ELO Company, responsável pela distribuição do filme, para saber o público exato na semana de lançamento, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. Assim que a empresa se manifestar, a informação será anexada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário