segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Pretas Hackers convidam Ng'endo Mukii na última edição do ano do Fuxicos Futuros



Encerrando mais um ano de ativismo perante a problemática racial e de gênero da sociedade brasileira, o projeto Fuxicos Futuros tem sua oitava e última edição de 2018 no dia 11 de dezembro (terça-feira), às 19h, no Pátio do Goethe-Institut Salvador-Bahia, que acolhe o coletivo desde sua criação. Desta vez, as Pretas Hackers Hellen Nzinga e Mari Queiroz apresentam seus processos criativos em “Tecnologias São Muitas! A Cultura Hacker Como Agente de Transformação Social”. Elas também terão como convidada apremiada diretora de cinema queniana Ng'endo Mukii, residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut. A entrada é gratuita e a classificação é livre.
“Ser hacker é conhecer bem um sistema por experimentação. É extrapolar a norma pela excelência, saber pela prática e ressignificar pela engenhosidade, criatividade e questionamento”, explicam as Pretas Hackers. “A partir dessa definição, podemos dizer que, sendo a vida um sistema, somos hackers ao aplicarmos a ela esses conceitos. Nos tornamos hackers ao reinventarmos a vida”, concluem.
Em um mundo pautado em regras, normas e padrões, promover transformações sociais de impacto demanda uma cultura hacker capaz de aplicar com engenhosidade conhecimentos e habilidades diversas, para conseguir resultados inteligentes e inusitados, de maneira rápida, esperta e eficiente. Enquanto há hackers digitais que travam verdadeiras batalhas com segurança de sistemas, que se apropriam do conhecimento técnico e especializado para ressignificar os mesmos, pode-se extrapolar essa ideia para um mundo de hackers sociais, numa batalha com parâmetros limitantes e excludentes.
Com compartilhamento de conteúdos e realização de dinâmicas para estimular um debate horizontal, as Pretas Hackers propõem então apresentar pessoas e processos, e pensar como as variadas tecnologias possíveis, incluindo tecnologias digitais, podem ser ferramentas para potencializar iniciativas hackers sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário