segunda-feira, 4 de junho de 2018

Governador participa de lançamento oficial da Flica 2018

Um dos maiores festivais de literatura e cultura do país, a Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) chega à oitava edição em 2018 com fôlego total. O governador Rui Costa participou do lançamento oficial do evento, nesta segunda-feira (4), em ato no Palácio Rio Branco, em Salvador. A Flica tem apoio do Governo do Estado há quatro anos, por meio do Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural (Fazcultura).
Entre os dias 11 e 14 de outubro, a festa literária reunirá grandes nomes da literatura nacional e internacional, além de uma programação variada para todas as idades. “Firmamos nova parceria com a Flica, um evento que a cada ano se fortalece e se torna mais conhecido no país e também fora. Tenho certeza que será uma edição de sucesso, porque a feira vem se consolidando, ganhando musculatura na literatura de adultos e crianças e apaixonando ainda mais os amantes da leitura”, afirmou o governador.
Esse ano, o evento homenageia a escritora Conceição Evaristo, uma das principais expoentes da literatura brasileira e afro-brasileira. De acordo com o curador do evento, Tom Correia, Conceição é uma figura com uma obra muito importante e que fala por si. “É um prazer imenso e uma honra poder fazer essa homenagem”, destacou. 

Atrações
Entre as atividades programadas pelas secretarias e órgãos do Governo para essa edição estão lançamento de publicações, contação de histórias infantis, exposições, feira de economia solidária e biblioteca móvel. Durante o evento, as secretarias do Turismo (Setur) e da Educação desenvolverão ações no Espaço Educar para Transformar, onde serão exibidos vídeos e desenvolvidas atividades diversas com estudantes.
A Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio da Fundação Pedro Calmon (FPC) e da Fundação Cultural do Estado (Funceb), vai desenvolver diversas atividades culturais envolvendo a literatura. Entre os destaques estão a Biblioteca Móvel e atividades como oficinas de leitura e de reciclagem, apresentações teatrais, lançamentos de livros, rodas de conversa, brincadeiras, jogos e espaços de integração.

Economia
A Flica também tem um impacto na economia do Recôncavo Baiano, principalmente no setor de serviços, o que acaba criando empregos temporários. O evento gera um aumento no fluxo turístico em mais de 200% durante a sua realização e impulsiona os setores de alimentação, comércio e hospedagem. A ocupação atinge os 100% dos leitos, além das hospedagens em imóveis residenciais alugados, não apenas em Cachoeira, como também em cidades próximas, como São Félix, Santo Amaro e Maragogipe.

Fotos: Manu Dias/GOVBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário