quinta-feira, 21 de junho de 2018

Com 1.296 novos policiais, Governo do CE amplia efetivo da PC em 42% em dois anos

Gabriela Mororó,  26, assumindo o cargo de escrivã.



O governador Camilo Santana reforçou a importância da chegada dos novos policiais para melhorar o trabalho de investigação e inteligência da Policia Civil. “Nós tivemos um aumento de 42% no efetivo da Polícia Civil com a chamada dessas duas turmas e precisamos aumentar o efetivo para qualificar a inteligência e a investigação policial, mesmo com um cenário de crise econômica, o Ceará é o Estado que mais reforçou o efetivo das forças de segurança”, afirmou o governador.
Camilo Santana destacou a meta de transformar a Polícia Civil do Ceará em uma das melhores do Brasil. “Estamos aguardando a decisão da PGE (Procuradoria Geral do Estado) para convocar uma nova turma de aprovados deste concurso. Caso não seja possível, vou iniciar um novo concurso para reforçar a Polícia Civil e com isso transformar a nossa Polícia Civil em uma das melhores do Brasil”, concluiu.
Ainda durante o evento, o governador Camilo Santana anunciou que até o final deste mês vai inaugurar um novo Centro de Detenção Provisória, com 700 vagas, que vai receber detentos que estejam em delegacias. “Vamos permitir que as delegacias de polícia cumpram o papel de investigar e assim garantir mais qualidade na segurança da população”, afirmou. Durante a solenidade, o governador foi pessoalmente entregar o novo distintivo da Polícia Civil aos aprovados.


Ampliação do trabalho
O secretário da Segurança Pública, André Costa, informou que o novo efetivo vai permitir o funcionamento de novas delegacias na Capital e no Interior. “Vamos iniciar o funcionamento das delegacias de proteção ao idoso, às pessoas com deficiência e ao meio ambiente, vamos reforçar o efetivo nas delegacias especializadas e assim procurar oferecer uma resposta ágil na investigação dos crimes”. André Costa informou ainda que com o novo efetivo vai permitir o funcionamento da Delegacia 24 de Jijoca de Jericoacoara e da Delegacia de Cruz, em virtude do funcionamento do Aeroporto Internacional da Região.

O curso
O curso de formação e treinamento profissional foi realizado entre os meses de janeiro e abril deste ano. Foram 720 horas/aula para os delegados e 670 horas/aula para escrivães e inspetores.
As disciplinas do curso seguiram a matriz curricular preconizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça, que prevê uma formação humanizada, e contemplou instruções teóricas e práticas de mediação de conflitos, direitos humanos, direito penal, defesa pessoal, tiro defensivo e investigação policial, entre outras disciplinas. Os novos policiais também passaram por avaliação psicológica e investigação social.
Para o diretor da Aesp, Juarez Gomes Nunes Júnior, os novos policiais que assumem as funções a partir de agora são diferenciados. “Ao lado de vocês, eu vivi uma das experiências profissionais mais importantes da minha carreira e tenho certeza que vocês são diferenciados e chegam para oferecer uma valorosa contribuição à nossa segurança pública”.
O inspetor André Calou é pernambucano e está de mudança para o Ceará para assumir a nova função. Ele destacou que vai se esforçar para ajudar a melhor a investigação e a inteligência no combate às organizações criminosas. “É muito bom está em uma instituição que vai trabalhar com a investigação e a inteligência para combater as organizações criminosas e garantir tranquilidade à população”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário