quinta-feira, 24 de maio de 2018

Polícia Civil deflagra operação para combater criação e comércio ilegal de aves silvestres em Belém


Ave silvestre resgatadaA Polícia Civil deflagrou, nesta terça-feira (22), a operação denominada "Angry Birds" (pássaros ferozes em Inglês) para combater a criação e o comércio ilegais de animais silvestres, em Belém. Durante a ação policial, policiais civis da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA) estiveram em dois bairros da capital paraense, para investigar denúncias que apontavam a irregular criação em cativeiro e venda de aves da fauna silvestre brasileira. As equipes estiveram em dois endereços, nos bairros do Guamá e da Marambaia.De acordo com o delegado Claudio Fonseca Gomes, no primeiro endereço denunciado, os policiais civis encontraram uma Arara Maracanã, um Papagaio do Mangue e um Muçuã. Nesse local, Daniel Serrão de Aguiar, responsável pelo criatório dos animais, foi autuado em flagrante por crime ambiental.

No outro local abordado na operação, os policiais civis da DEMA resgataram mais pássaros silvestres, entre eles, três curiós, um caboclinho, um sabiá e uma patativa.
Claudionaldo Leoa, responsável pela criadouro ilegal de animais, foi autuado por crime ambiental de criação e comércio ilegal de aves silvestres sem autorização de órgão ambiental. Os procedimentos foram lavrados na DEMA, na rodovia Augusto Montenegro, em Belém.
Após assinar Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), eles foram liberados para responder em liberdade aos processos na Justiça. Sob coordenação do delegado Claudio Fonseca, a operação contou com a atuação dos investigadores Coelho, Bastos, Bonfim, Marcelo, Monteiro e Edelvan, e escrivães Marquinhos e José Luis.
walrimar 

Nenhum comentário:

Postar um comentário