terça-feira, 13 de março de 2018

Trio é condenado a mais de 200 anos

Três homens, acusados de integrar uma quadrilha conhecida como Gangue do Palhaço, foram condenados pela Justiça da Comarca de Oriximiná, no Baixo Amazonas, a mais de 200 anos de prisão, na terça-feira, 6. Dois homens, com as prisões preventivas decretadas pela Justiça, foram capturados em uma operação da Polícia Civil. Um réu está foragido. Um quarto integrante ainda não foi identificado. O processo está em segredo de Justiça.
A sentença foi proferida pela juíza Célia Gadotti. Um dos réus foi condenado a 79 anos reclusão e os outros a dois 64 anos. Durantes os crimes, os réus usavam máscaras de palhaço - daí o nome de Gangue do Palhaço. Eles são acusados de aterrorizar a população local com as suas práticas delituosas bárbaras e de crueldade na região. O grupo responde pelos crimes de lesão corporal, ameaça, estupro, roubo qualificado, porte ilegal, associação criminosa, entre outros. Os irmão atuavam com mais intensidade na orla do rio Iripixi, em Oriximiná.
Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário