terça-feira, 27 de março de 2018

Polícia Civil prende duas pessoas suspeitas de envolvimento na morte de Investigador executado na fronteira

,

PONTA PORÃ (MS): Policiais civis que se encontram no município de Ponta Porã em investigações acerca do assassinato do Investigador de Polícia Wescley Dias Vasconcelos, que foi executado com mais de 30 tiros de fuzil, no dia 6 de março, prenderam dois suspeitos de participação no crime, em Pedro Juan Caballero, nesta segunda-feira (26). EDSON DE LIMA (53) e sua esposa ANTÔNIA AGUIAR MOREIRA NETA (26) foram presos por uma força tarefa composta por policiais do GARRAS (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), GOI (Grupo de Operações e Investigações), DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios), Polícia Federal e Senad (Secretaria Nacional Antidrogas).
Edson de Lima foi preso por volta das 17h, no bairro da Granja pelos investigadores da DEH quando chegava a uma creche para pegar a filha. Antônia foi presa em uma residência na cidade de Pedro Juan Caballero, em ação coordenada entre os investigadores da Policia Civil e da SENAD.
Na residência, a polícia apreendeu uma pistola Glock 9mm, quatro carregadores, um veículo da marca Mercedes Benz, placa BTH 110 Paraguai e cinco aparelhos de celular. O material apreendidofoi encaminhado juntamente com Antõnia para a base da SENAD, em Pedro Juan Caballero, onde a promotoria deverá apresentar o caso à justiça e posteriormente entregá-la às autoridades do Brasil.
De acordo com a investigação, os dois possuem envolvimento com o assassinato de Wescley.

Nenhum comentário:

Postar um comentário