terça-feira, 13 de março de 2018

BASRBACENA - Secretário de Segurança esclarece sobre pedido de proteção


Coletiva de imprensaA Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP), através de seu titular, Luiz Fernandes Rocha, esclareceu à imprensa, em entrevista coletiva na noite desta segunda-feira (12), que houve resposta da SEGUP ao promotor de justiça militar, Armando Brasil, em relação ao pedido de garantia de vida para algumas lideranças de Barcarena, por denúncias de crime de invasão de domicílio de uma das vítimas por parte de policiais militares. À época da comunicação, em janeiro deste ano, a SEGUP respondeu ao promotor que, de acordo com a Lei 8.444, de 6 de dezembro de 2017, a porta de entrada para a proteção de pessoas ameaçadas se dá através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), que encaminha cada caso para avaliação através do Conselho do Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos do Estado do Pará, no qual tem assento diversos órgãos, inclusive o próprio Ministério Público, que estava de posse da denúncia e também poderia ter encaminhado o caso à SEJUHDH.Também em resposta à mesma denúncia, a Corregedoria Geral da Polícia Militar instaurou o inquérito através da Portaria número 001/2018, de inquérito policial militar (IPM), presidido pelo coronel Édson Lamego, que ainda está em andamento para apurar os fatos. No caso do pedido de proteção, a SEJUDH confirmou na tarde desta segunda-feira que não houve nenhum encaminhamento do caso ao órgão, o que será feito de imediato pelo novo titular da SEGUP. “Tomei conhecimento deste caso hoje e vi que apesar da resposta da SEGUP sobre o trâmite a ser seguido não houve a condução do caso, o que será feito de imediato por nós, para que a SEJUDH faça a análise e avalie se cabe a proteção e, em caso positivo, em qual programa será feito o ingresso dos envolvidos”, declarou o secretário.

Polícia Civil investiga homicídio de liderança em Barcarena
Policiais civis da Delegacia de Vila dos Cabanos e da Divisão de Homicídios de Belém investigam desde a hora da ocorrência o assassinato de Paulo Sérgio Almeida Nascimento, 47 anos, que era ligado ao movimento pela terra no distrito de Vila dos Cabanos, em Barcarena. O crime ocorreu na madrugada de hoje, no Ramal Fazendinha, zona rural de Barcarena. A vítima foi morta a tiros por volta de 3:30, por um homem não identificado até o momento.
O delegado Sílvio Maués, diretor de polícia do interior, disse que as investigações estão na fase inicial e neste momento não é possível fechar uma linha de investigação, o que só ocorrerá a partir dos próximos depoimentos coletados na investigação. As equipes de policiais já ouviram o depoimento de uma testemunha, apontando que o autor do crime fugiu por uma mata aos fundos da casa da vítima. De imediato à ocorrência, as Polícias Militar e Civil da região foram acionadas e passaram a fazer diligências para apurar o crime e tentar identificar o autor dos tiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário