sábado, 23 de setembro de 2017

UFSB vai oferecer curso de Engenharia Florestal



A Universidade Federal do Sul da Bahia aprovou o curso de Engenharia Florestal, que vai oferecer 20 vagas nos processos seletivos para os cursos de 2º ciclo. Esse e o curso de Engenharia Agrícola e Ambiental são os dois cursos de 2º ciclo já aprovados no âmbito do Conselho Superior da UFSB para o Centro de Formação em Ciências e Tecnologias Agroflorestais (CFCTAf)​. Ambos funcionarão na sede do Centro de Formação, junto à Ceplac. O próximo passo é a nomeação dos membros do Colegiado do Curso e do Núcleo Docente-Estruturante.
A Engenharia Florestal é o ramo da Engenharia que estuda o uso sustentável de recursos florestais. Assim, o engenheiro florestal pesquisa as formações florestais e planeja o consumo responsável e sustentável daqueles recursos, organizando esse uso a fim de preservar fauna e flora. Seleção de sementes, melhoramento vegetal, planos de recuperação de áreas degradadas, projetos de reflorestamento e de arborização urbana são atividades especializadas a cargo dessa categoria profissional. A carreira acadêmica e a abertura de um empreendimento próprio também são opções para engenheiros florestais.

Mercado demanda profissionais
A oferta do curso de Engenharia Florestal se relaciona à aptidão da região Sul da Bahia para a produção de recursos florestais madeireiros e não-madeireiros, à tradição regional do uso de sistemas de produção agroflorestais, como a "cabruca" para o setor cacaueiro. Além da madeira e do cacau, a seringueira, o cravo-da-índia, a piaçava, o palmito e outras espécies com valor comercial integram a gama de recursos mencionados. Reflorestamento, expansão da base florestal e a cadeia de transformação de produtos florestais são linhas de atividade que requerem profissionais especializados.
O projeto político pedagógico do curso aponta ainda que há tendência de crescimento do setor florestal no país para os próximos anos, o que inclui o cenário sulbaiano. Os postos de trabalho no país envolvem funções no setor público e na iniciativa privada, como empresas de celulose, por exemplo, e há mais segmentos de atividade que demandam pessoal especializado. Conforme a relatora do PPC do curso, a professora Mara Lúcia Agostini Valle, a média salarial inicial é de R$ 6 mil a R$ 8 mil.

Ingresso
Para acessar os cursos de 2º ciclo na UFSB, é preciso ingressar em um curso de 1º ciclo da UFSB. Esse ingresso se dá de forma anual por meio do Sisu, para os bacharelados interdisciplinares (BI), e pela seleção para a Área Básica de Ingresso via Rede Anísio Teixeira de Colégios Universitários, para as licenciaturas interdisciplinares (LI).
Contato para mais informações: acs@ufsb.edu.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário