terça-feira, 26 de setembro de 2017

MOTOTAXISTAS SOLICITAM MAIS ALVARÁS PARA ITABUNA EM SESSÃO NA CÂMARA DE VEREADORES

Na sessão especial de quinta-feira, 21, a Cooperativa de Mototaxistas e Motofretistas de Itabuna (Coopmoto) solicitou apoio dos vereadores para que o Executivo emita novos alvarás em substituição aos que estão cassados (há 176 vagas disponíveis segundo a Coopmoto). Outras demandas, feitas a partir da legislação municipal, visam implantar o serviço de motofrete, a padronização dos coletes e a distribuição dos pontos de embarque. O procurador-geral do Município, Luiz Fernando Guarnieri, afirmou não ver obstáculos nas demandas da categoria dado que a maioria delas tem amparo legal desde 2015 quando os vereadores aprovaram a Lei 2.260. A liberação dos alvarás, contudo, necessita da publicação de decreto. O presidente da Casa, Chico Reis (PSDB), considera indispensável a celeridade nas licenças. “São pais de família que querem trabalhar, levar o sustento para suas casas”.
Em nome dos profissionais regularizados, o presidente da Coopmoto, Sanderson Oliveira, cobrou da Sesttran mais rigor na fiscalização para combater o transporte clandestino. Para ele o uso obrigatório de colete-padronizado seria útil para identificar e penalizar os mototaxistas irregulares. Em resposta, o diretor de Transportes, Gláucio Cunha, informou que o Governo pretende licitar o acessório e oferecer gratuitamente aos mototaxistas.
Entre discursos e apartes, os vereadores reconheceram a importância do transporte individual de passageiros em Itabuna tanto para a mobilidade urbana quanto para a economia. Da plateia, mototaxistas pediram respeito reclamando de abordagens violentas por parte de agentes municipais de trânsito.
A sessão teve dois representantes de órgãos estaduais: o diretor da 5ª Ciretran, Lenildo Santana, e o tenente Edízio Peixoto, pelo 15º Batalhão da PM.
Fotos: Pedro Augusto Benevides

Nenhum comentário:

Postar um comentário