loading...

sábado, 8 de dezembro de 2018

Com mais cinco suspeitos presos, sobe para oito o número de capturados por participação em grupo que tentou roubar bancos em Milagres



As diligências ininterruptas das forças de segurança do Ceará na busca pelos suspeitos da tentativa de roubo a duas agências bancárias em Milagres resultaram nas prisões de mais cinco pessoas. Conforme levantamentos policiais, na noite dessa sexta-feira (7), três homens e duas mulheres estavam em um veículo Fiat Strada, trafegando pela CE 293 (via que liga os municípios de Juazeiro do Norte a Milagres), quando foram abordadas por equipes do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Com mais essas prisões, sobe para oito o número de pessoas presas suspeitas de participarem direta ou indiretamente no crime. Dentro do carro, foi encontrado um carregador municiado de calibre .40, e cinco pessoas oriundas dos estados de Alagoas e Bahia.
Os suspeitos foram levados a uma unidade da Polícia Civil para realização de flagrante nos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, por integrar organização criminosa e por favorecimento pessoal. Eles foram identificados por Geronilma Serafim da Silva (44), natural de Delmiro Gouveia-AL e mãe de Mackson Junior Serafim da Silva (26), morto na troca de tiros com a Polícia nessa sexta (07); o filho dela, Denilson Moreira da Silva (20), natural de Paulo Afonso-BA e irmão de Mackson; Jaine Pereira Nogueira (20), também da cidade de Delmiro Gouveia-AL e companheira de Mackson; Girlan Araujo dos Santos (29), nascido em Água Branca-AL; e Erivan Jesus da Luz (27), natural de Catu-BA. Erivan também foi autuado por latrocínio (roubo seguido de morte), já que há indícios de que ele estaria na companhia do grupo que atuou na ação criminosa.
De acordo com a Polícia Civil, os cinco suspeitos estavam circulando no carro abordado pelos policiais militares na tentativa de resgatar pessoas envolvidas no crime e que estariam escondidas na região. Os familiares de Macson haviam comparecido à sede do núcleo da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para reconhecer o corpo. As buscas por outros suspeitos que participaram direta ou indiretamente no crime continuam em andamento. Mais informações serão repassadas em momento oportuno para não comprometer o trabalho investigativo.

Prisões

Ontem (7), como resultado das ações conjuntas realizadas pelas Polícias Militar do Ceará (PMCE) e pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), três homens foram presos em flagrante suspeitos de envolvimento com o grupo criminoso. Além das prisões, os policiais apreenderam três armas de fogo, sendo três pistolas (calibres 9 mm, 380 e .40), uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38; e explosivos. Quatro veículos que estavam com os criminosos foram apreendidos: um Chevrolet S10, um VW Saveiro, um Chevrolet Corsa, um Mitsubishi L200, este último roubado na cidade de Nossa Senhora do Socorro, na Região Metropolitana de Aracaju (SE), informação confirmada pela Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE). Outros dois carros, que foram roubados na BR 116, também foram recolhidos pelos policiais: um Chevrolet Celta e um Ford Ranger.

Entre os presos, está um homem de 36 anos, identificado como Robson José dos Santos, natural de Aracaju (SE). Ele foi detido por policiais civis e militares no interior de uma van, na cidade de Brejo Santo. De acordo com informações passadas pela Polícia, durante a ocorrência, na madrugada da sexta, Robson se escondeu na casa de uma moradora de Milagres. Ele estava armado e, já no início da manhã, trocou de roupas e fugiu, deixando para trás suas vestes e uma espingarda calibre 12, desmontada, material apreendido pelos policiais. Ele foi autuado em flagrante por integrar organização criminosa, roubo e sequestro. Também foi apreendida uma pistola 9 mm, dentro do Celta. Os outros dois detidos foram identificados como Gian Sidney Wynne Santos (25), natural de Laranjeiras (SE), e o cearense Cícero Rozelir da Silva Caldas (34), com passagens pela Polícia do Ceará por receptação, desobediência, corrupção ativa, crimes de trânsito, posse irregular de arma de fogo e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Eles foram autuados por integrar organização criminosa e latrocínio.

Trabalho de inteligência

A troca de informações de inteligência, com a participação das Polícias de quatros estados do Nordeste – Sergipe, Alagoas, Bahia e Ceará, levou os policiais cearenses a evitar o plano de um grupo interestadual especializado em ataques a instituições financeiras, na madrugada da sexta-feira (7), no município de Milagres, na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19), na Região do Cariri cearense. Na ocasião, 14 pessoas foram mortas, sendo seis reféns e oito suspeitos. Armas, explosivos e carros foram apreendidos.

Os levantamentos policiais foram articulados entre equipes do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) da Polícia Civil de Sergipe, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil de Alagoas, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil da Bahia e da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE), que acionou composições do Batalhão de Polícia Choque (BPChoque) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) para a região onde os criminosos planejavam o ataque.

As investigações compartilhadas pelos quatro estados apontam que o grupo criminoso preparava um ataque a agências bancárias localizadas nos municípios de Milagres ou Missão Velha, ambas no Cariri. Durante a tentativa de furto às agências bancárias, cinco criminosos foram baleados, em troca de tiros com a Polícia, nas proximidades das agências que seriam alvos dos suspeitos e morreram. Outro indivíduo foi atingido por disparos de arma de fogo e foi encaminhado a uma unidade de saúde da região, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no hospital. Um sétimo suspeito foi localizado no município de Barro (AIS 19), onde entrou em confronto com policiais militares, e também faleceu. O oitavo suspeito foi morto em confronto em Milagres. Dos oito criminosos mortos, dois foram identificados no núcleo da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), em Juazeiro do Norte. São eles: Mackson Junior Serafim da Silva (26), natural de Capela (SE), e Lucas Torquato Loiola Reis (18), natural de Delmior Gouveia (AL).

Diligências

Agentes do Grupo de Ações Táticas Especial (Gate), do Comando Tático Rural (Cotar), da Força Tática (FT) e do Batalhão de Divisas – da PMCE – e da Delegacia Regional de Brejo Santo participam das buscas pelos suspeitos. Equipes da Delegacia de Furtos e Roubos (DRF) e do Departamento de Polícia do Interior Sul (DPI Sul) também colaboram com os trabalhos de investigação. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi destacada para auxiliar nas buscas aos criminosos. Equipes da Pefoce, incluindo profissionais que estavam de folga, realizam trabalho de levantamento de vestígios nos locais de crime. A Perícia Forense vai priorizar a elaboração dos laudos cadavéricos e dos laudos de locais de crime.

Do fato

Um grupo fortemente armado chegou à cidade durante a madrugada e tentou atacar duas agências bancárias. De acordo com informações preliminares levantadas pela inteligência e que serão aprofundadas durante o inquérito da Polícia Civil, os assaltantes renderam pessoas que passavam pela BR 116 e levaram os reféns até os bancos. O grupo utilizou um caminhão para bloquear o acesso dos carros na rodovia. As viaturas do BPChoque entraram na cidade e, ao se posicionar próximo ao banco, se depararam com a ação criminosa em andamento. Houve troca de tiros entre suspeitos e os profissionais de segurança. Durante o tiroteio, seis criminosos foram baleados e cinco vieram a óbito no local; um sexto suspeito foi socorrido, mas faleceu no hospital. Outros dois criminosos morreram em confronto com a Polícia, nos municípios de Milagres, e outro, em Barro.

Além dos criminosos, outras seis pessoas foram feridas e morreram durante a ação criminosa. As vítimas foram identificadas por Vinícius de Souza Magalhães (14), natural de São Paulo (SP), e João Batista Campos Magalhães (49), natural de Serra Talhada (PE) – pai e filho; Gustavo Tenório dos Santos (13), natural Jabaquara (SP), Claudineide Campos de Souza Santos (41), natural de São José do Belomonte (PE), Cícero Tenório dos Santos (60), natural de Maceió (AL) – filho, mãe e pai; e Francisca Edneide da Cruz Santos (49), natural de Brejo Santo (CE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário