loading...

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Salário base dos técnicos das universidades estaduais baianas é menor que o mínimo nacional


O Fórum dos Técnicos das Universidades Estadual da Bahia, Estadual de Feira de Santana, Estadual do Sudoeste Bahia e Estadual de Santa Cruz, abriu a campanha salarial 2019 com outdoors denunciando os baixos salários da categoria. O valor de R$ 796 está congelado desde 2015 e as perdas salariais já chegam a 80%.
Nas cidades de Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ilhéus a informação já está disponível para a população. O lideres sindicais anunciam que em breve a peça vai ser colocada em outras cidades que possuem campus da Uesb e Uneb.
Os lideres sindicais que compõem o Fórum estiveram reunidos, na sede do Sintest/Uneb, em Salvador, para discutir sobre a ameaça de corte de ponto enviada pela Superintendência de Recursos Humanos da SAEB.
Lideres das quatro universidades baianas - Orientados por Dr. Danilo Ribeiro foi construído um documento que foi protocolado na Casa Civil e na Saeb. O Fórum analisou que a atitude do governo Rui Costa é autoritária e abusiva. O documento repudia e delibera pela continuidade das ações conjuntas em defesa da categoria, cujos salários pagos pelo governo da Bahia, estão abaixo do valor do salário mínimo nacional.
No último dia 16, a mobilização dos Técnico-Administrativos das quatro Universidades Estaduais da Bahia, promovida em sintonia pelo Fórum dos Técnicos, atingiu fortemente a imagem do Governo, também pelos outdoors afixados em toda a Bahia, denunciando o descaso do Governo. “Por essa razão, o Governador Rui Costa agiu com peculiar tirania, cortando o ponto dos técnicos que paralisaram suas atividades nequele dia,” explica uma dos lideres do movimento. Do www.jonildogloria.blogspot.com
Outdoors espalhados pela Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário