loading...

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Projeto de indicação apresentado na Câmara de Salvador indica ao prefeito ACM Neto mapeamento da população de rua de Salvador

O vereador Hilton Coelho (PSOL) apresentou projeto de indicação ao prefeito ACM Neto propondo a promoção de mapeamento sociodemográfico da população em situação de rua, coletando informações acerca do quantitativo de famílias e pessoas nesta situação, as motivações, as principais privações e dificuldades pelas quais passam, bem com a promova a políticas públicas e ações sociais para este público.“É fundamental a emissão de documentos pessoais, acesso à rede de serviços de saúde, de habitação, desenvolvimento econômico, segurança pública; acesso ao serviço de acolhimento institucional para adultos e famílias (abrigo); reinserção comunitária e familiar; cadastro para a inclusão em programas de transferência de renda; acesso a cursos profissionalizantes, de geração de renda, entre outras ações”, afirma o proponente acrescentando que “esta população sobrevive com grandes dificuldades, sendo necessário que a Prefeitura de Salvador desenvolva políticas públicas que busquem melhorar as condições de vida da população de rua, promovendo, num primeiro momento, para o dimensionamento desta atuação, a realização de mapeamento sociodemográfico desta população”.
Hilton Coelho detalha que “é preciso considerar a forte crise econômica que atinge o país, degradando as condições de trabalho e renda da classe trabalhadora, bem como os ataques aos direitos dos trabalhadores promovidos pelos governos federais, estaduais e municipal de Salvador, que também atingem as condições de vida da população. Além disso, temos ataques aos direitos dos trabalhadores. Tudo isso reunido promove o evidente aumento da população de rua em Salvador. O Movimento Nacional da População Rua e a Defensoria Pública da Bahia, mostra que as condições econômicas continuam a ser os grandes motivos de as pessoas irem para as ruas, pois não tem condições de se sustentar, de ter dinheiro para comprar comida, de prover moradia para si e para sua família”, conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário