loading...

terça-feira, 21 de agosto de 2018

MobCidades - Estudantes da UFSB realizam série de workshops sobre acessibilidade com associações de deficientes de Ilhéus



Identificar as principais dificuldades de acessibilidade enfrentadas pelas pessoas com deficiência em Ilhéus é o objetivo da série de workshops com membros das associações de deficientes do município, realizada pelos estudantes do bacharelado interdisciplinar em Humanidades, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em parceira com o Instituto Nossa Ilhéus (INI), como parte do projeto MobCidades.

O primeiro workshop aconteceu na última quinta-feira (16), no auditório do Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne (IME) e contou com a participação dos associados da Casa de Apoio ao Deficiente Físico de Ilhéus (CADEFI). A ação é, também, uma atividade avaliativa da disciplina “Linguagem, Território e Sociedade”, ministrada pela professora Peolla Paula Stein.
De acordo com a professora, a atividade envolveu a realização de dinâmicas e entrevista gravada com os membros da CADEFI com o objetivo de fazer o levantamento dos problemas que enfrentam diariamente ao se deslocar pela cidade.

“Foi de suma importância debatermos sobre a questão da mobilidade urbana e da acessibilidade para as pessoas com deficiência na nossa cidade, que é um verdadeiro caos. Foi uma troca muito gratificante. As pessoas com deficiência que se fizeram presentes deram depoimentos sobre suas histórias de vida. A nossa esperança é que seja colocada em prática a cidade que almejamos e que é garantida por lei, uma cidade que tenha acessibilidade para todos”, avaliou a presidente da CADEFI, Adelvira Almeida.

Para a professora Peolla, o workshop foi uma oportunidade enriquecedora de conversar com quem vive os problemas no dia a dia. “Aprendemos muito com base no que ouvimos nessa oficina, já é possível fazer algumas reflexões sobre os impactos da falta de acessibilidade”, comemorou.

O consultor do projeto MobCidades, no INI, Jonathan Souza, explica que, além de motivar os estudantes universitários a entrarem em contato com os problemas locais, a ação contribui para o levantamento de dados sobre as condições de acessibilidade do município e a sua influência no ir e vir dos deficientes. “A intenção é, após a realização de todos os workshops até o fim deste mês, sistematizarmos as informações em um mapa, que estamos chamando de ‘Mapa da Imobilidade’. Ele será apresentado na Semana da Mobilidade de Ilhéus e entregue aos representantes do Poder Executivo e Poder Legislativo do município”, informou.

O próximo workshop será realizado nesta terça-feira (21), às 14h, no Centro Integrado de Inclusão Social (Cenis), no Iguape, com a presença dos associados do Grupo de Apoio das Pessoas com Deficiência (GAPDEFI). Até o fim deste mês, serão realizados ainda encontros com a Associação Beneficente dos Deficientes Físicos – ABEDEFI (22/08), Associação de Surdos de Ilhéus – ASI (30/08) e Associação dos Deficientes Físicos de Ilhéus – ADEFI (31/08).
Foto: Peolla Stein

Nenhum comentário:

Postar um comentário