loading...

domingo, 26 de agosto de 2018

Cinco pilotos, com apoio da SHIRO, subiram ao pódio ao final do Rally dos Sertões






Em um Rally dos Sertões intenso, cujo percurso passou por quatro estados brasileiros, de Goiânia/GO a Fortaleza/CE, num total de 3.607 quilômetros, nove pilotos estrearam o capacete espanhol SHIRO MX-917 e enfrentaram com determinação este grande desafio. Cinco deles subiram ao pódio nesta 26ª edição: Tiago Fantozzi #30 terminou em 1º na categoria Self na Super Production; Elias Folly #33 (KTM 450 EXC) ficou em 4º na Super Production, Neto Malassise #59 (KTM 450 EXC-F) em 4º na Marathon, André Cheron #32 em 5º na Marathon e Luiz Fernando Nutti #37 (KTM 450 EXC) em 3º na Over 45. No total 196 veículos, sendo 60 motos, iniciaram a competição.
“Esta 7ª etapa foi difícil, vim devagar para não quebrar e nem me machucar, mas acabei dando uma escapada no pé do pedal e torci o joelho. No final, o importante é que cheguei e fiz uma boa prova. Agora é só comemorar a final desta edição dura e prazerosa”, diz Folly (Londrina/PR) que, ainda, terminou como 6º mais rápido da geral.
Fantozzi conta que passou a noite arrumando a moto e não consegui largar para a última etapa. “Depois da etapa anterior (6ª), quando venci na geral, a moto sofreu alguns danos, o que é natural. Mas na última etapa não pude largar, porque passou de meia hora”, conta o piloto. “Mas estou feliz, sobretudo por ter conseguido fazer o rali sozinho nesta inédita categoria Self, sem nenhum apoio mecânico, em uma prova muito disputada, com pilotos oficiais de fábrica. E cheguei a Fortaleza”, a Sefl (onde o próprio piloto faz a manutenção de sua moto) o paulista foi o melhor colocada na Super Production, fora da Self fechou o rali em 5º na Super Production.
Cheron #32 garantiu a 5ª posição na Marathon. “Foi uma prova muito disputada e estou satisfeito porque nas cinco vezes que participei do Sertões completei todas as etapas”. O piloto conta foi um projeto de mais de dois anos para participar desta edição e que a família o apoia muito. “A seguir vou me preparar para o Rally dos Sertões 2020, vou pular ano que vem para viajar com a família”, completa. Na geral, o paulista ficou em 18º posição.
Também tiveram um desempenho positivo e completaram todas as sete etapas o paranaense Malassise #59, que em seu primeiro Rally dos Sertões, terminou em 4º na Marathon e 16º na geral. Já Nutti em sua 10ª participação terminou em 3º na Over 45.
Entre os demais pilotos com apoio SHIRO o estreante Dimas Barreira #52 (KTM EXC), que chegou em casa, mora em Fortaleza/CE, na 15º na Marathon; e Zé Hélio, o pentacampeão da prova, que fechou em 7º na Super Productionpor problemas mecânicos. Além de dois pilotos que sofreram se machucram durante a disputa e tiveram de abandonar a prova: Andrés Marcondes #42 (KTM EXC 500) que vinha fazendo um ótimo e equilibrado ral e Josemar Ferro #44 (Kawasaki KLX 450) que evoluindo a cada etapa.
SHIRO Brasil - Representada pela TWP, a SHIRO Brasil, nasceu a partir de uma conversa informal entre dois amigos apaixonados por motos e off-road. A intenção era oferecer um produto de design inovador e de qualidade foi então que decidiram trazer a marca espanhola de capacetes SHIRO Helmets para o mercado nacional. A empresa foi constituída em fevereiro de 2017, mas apresentada ao mercado em novembro do mesmo ano, durante o Salão de Duas Rodas. Aliou-se a experiência de Marcos Finato em gerir grandes negócios, aos 20 anos de Théo Lopes no mercado de duas rodas e a vasta expertise de Luciana Barreto no setor de Relações Internacionais, também no segmento. A SHIRO foi fundada há 25 anos por Antonio Tomás, na região de Múrcia, na Espanha, a marca está presente em mais de 70 países.
MSuzuki Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário