loading...

domingo, 22 de julho de 2018

Lançada em Itabuna a pré-candidatura Guilherme Galvão para a Câmara Federal

Empresários, profissionais liberais e produtores rurais integrantes do Movimento Região Forte lotaram o espaço de eventos da Churrascaria Los Pampas, em Itabuna, para o lançamento da pré-candidatura do agricultor Guilherme Galvão Oliveira Pinto para a Câmara Federal, pelo PSL. Como pré-candidato do PSL, mesmo partido de Jair Bolsonoro, que concorre à presidência da República, ele destacou a sua preocupação com a crise moral e política que afeta o país, com reflexos na economia, no crescimento da violência urbana e rural, bem como na qualidade da prestação de serviços essenciais à população nas áreas de educação e saúde.Galvão destacou, como ponto básico de sua campanha, a defesa dos interesses não apenas dos produtores rurais da região Sul e do Oeste da Bahia, o que passa por uma solução para a questão do endividamento dos produtores de cacau, como também por uma maior e melhor representatividade política de uma região que foi historicamente abandonada e é carente de investimentos em infraestrutura e serviços públicos de qualidade.
Apoio - Sua pré-candidatura foi destacada pelos lideres do Movimento Região Forte , em Ilhéus e Itabuna, respectivamente Milton Andrade e Ronaldo Abude, que abdicou de sua candidatura à Câmara Federal pelo PMDB para apoiar a pré-candidatura de Guilherme Galvão. O movimento formado por empresários e produtores rurais se propõe a participar da ação política no Sul da Bahia e também apoia o empresário Luca Lima, do Patriota para a Assembleia Legislativa e deve apoiar nas eleições municipais, nomes para prefeitos e vereadores do Sul da Bahia. Também falaram na solenidade José Roberto Benjamin, Luca Lima e Lôla Gedeon, que anunciou a primeira doação oficial para a campanha.
Quem é - Guilherme Galvão é agricultor no Sul da Bahia e na região de Muquém e é capitão da reserva do Exército. Ele teve seu nome cogitado como pré-candidato para a Câmara Federal em função da sua combativa atuação em defesa dos produtores como integrante do Sindicato Rural de Barro Preto, como presidente da Associação dos Produtores de Cacau (da APC) e como diretor licenciado da Federação de Agricultura do Estado da Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário