domingo, 24 de setembro de 2017

OMS ALERTA QUE 2 BILHÕES CONSOMEM ÁGUA CONTAMINADA EM TODO O MUNDO


Recentemente, a Organização Mundial de Saúde (OMS) surpreendeu ao revelar que, nos dias de hoje, cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo consomem água contaminada por matérias fecais. Exposta à cólera, disenteria, febre tifoide e pólio, essa população corre risco fatal todos os dias, prova disso é a estimativa do órgão que todos anos ocorrem mais de 500 mil mortes provocadas por diarreia. Em busca de diminuição destes números, em 2015, a ONU e alguns países prepararam uma lista com 17 objetivos de desenvolvimento sustentável para serem executados até 2030, entre eles, garantir a toda população mundial acesso à água e saneamento básico, além de uma gestão sustentável deste recurso. Porém após dois anos do estabelecimento destas metas, a OMS adverte no relatório anual "Análise Mundial e Avaliação do Saneamento e Água Potável" que estas resoluções não serão alcançadas caso os países não ampliem, ainda mais, o investimento em água, saneamento e higiene. De acordo com o Banco Mundial, seria necessário triplicar os investimentos em infraestrutura para que estes atingissem o total de 114 bilhões de dólares ao ano. Para isso, segundo a OMS, é necessário encontrar novas fontes de financiamento, como os impostos.

Com 80% dos países assumindo que o financiamento dedicado à área permanece insuficiente para responder aos objetivos das Nações Unidas, as enfermidades continuam acontecendo. A maior parte destas doenças transmitidas pela água são causadas por microrganismos existentes em reservatórios de água doce contaminados, normalmente, por fezes humanas ou de animais. Para se ter uma noção da gravidade deste problema, apenas uma grama de fezes pode ter cerca 10 milhões de vírus, 1 milhão de bactérias ou até 1000 parasitas. Na maioria dos casos, a contaminação ocorre geralmente em regiões onde não há saneamento básico e o esgoto não tratado é despejado em rios, lagos, córregos e mares.

A transmissão das doenças pode acontecer de diversas maneiras, seja pela ingestão direta da água contaminada, alimentos que foram fabricados ou tiveram contato com água imprópria e em alguns casos até o contato entre pele e o líquido não tratado, porém o consumo direto é a forma mais comum de contaminação. O consumo de água contaminada por substâncias químicas, como chumbo, arsênico e flúor, também pode levar a doenças. Entre as doenças transmitidas pela água, as mais comuns são Hepatite, Cólera, Diarreia infecciosa e Esquistossomose, porém a presença de outras bactérias, vírus e parasitas podem causar diversas doenças nos seres humanos.

Com o consumo de água sendo essencial para nossa sobrevivência e sem os investimentos necessários por parte do governo para a manutenção da qualidade da mesma, é fundamental que empresas e residências possuam sistemas de filtragem próprios, garantindo a qualidade da água. “Utilizar filtros de água é a opção mais saudável e segura para seus produtos, colaboradores ou família. As opções de sistemas purificadores são diversas, com certeza algum se encaixa a sua necessidade. Evitando assim quaisquer tipos de problemas com água contaminada”, explica a Asstefil , empresa especializada em sistemas de filtragem.
Atibaia - SP (DINO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário