Prefeito Claudevane Leite (PRB).
Prefeito Claudevane Leite (PRB).

Nessa quinta-feira (22), o Tribunal de Contas dos Municípios reprovou as contas de 2015 do prefeito de Itabuna, Claudevane  Leite (Vane – PRB). O TCM multou o gestor em R$10 mil. Também cobrou a devolução de R$780.731,21 aos cofres municipais, com recursos próprios.

O relatório aponta uma pedalada fiscal de “singular gravidade”, que não foi justificada pela defesa do prefeito. Segundo o TCM, o governo abriu crédito suplementar de R$1.085.740,00, “sem o devido suporte legal”. Isso porque “as autorizações existentes até aquele momento para abertura de créditos suplementares, no total de R$140.693.853,00, não ofereceram saldo suficiente para conferir legalidade ao valor do crédito aberto, considerando que já tinha sido utilizada a quantia de R$140.667.101,10 e restava apenas o saldo de R$26.751,90″.

Além disso, conforme o TCM, a prestação de contas apresenta “inconsistências em processos de pagamento, envolvendo despesas com viagens sem discriminação do motivo, ausência de comprovação da execução dos serviços, não apresentação de notas fiscais e/ou recibo e a realização de despesas sem as devidas comprovações e/ou formalizações”.

Vane pode apresentar recurso contra a decisão.